Como combater a dor crônica?

Sentir dor pode impactar todos os aspectos da vida de uma pessoa. A dor pode afetar os relacionamentos, a mobilidade, o desempenho no trabalho e até mesmo a saúde mental de quem a sofre com ela. De acordo com a Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED), 60 milhões de brasileiros sofrem com alguma dor crônica.

Para combater as dores crônicas, o exercício físico é um dos tratamentos mais conhecidos e recomendados. As atividades geram benefícios para todos os tipos de dores, já que causam efeitos analgésicos no corpo. Movimentar-se também auxilia no bem-estar, tanto físico quanto mental.

Alexandre Máximo, profissional de Educação Física da Valens Wellness, academia funcional parceira da Top Clínicas, explica um pouco mais sobre a dor crônica e os benefícios do exercício físico na melhora da qualidade de vida do paciente.

 

O que é a dor crônica?

A dor crônica é caracterizada por uma dor que persiste além do tempo de cicatrização esperado da lesão. Diferente da dor aguda (causada por dano tecidual, por exemplo), a dor crônica afeta a um nível de sistema nervoso e fatores não relacionados ao tecido. Gradativamente essa dor vai se tornando um incômodo tão grande que a realização de atividades da vida diária acabam sendo afetadas. 

 

Qual a relação da dor crônica com o exercício físico?

Frequentemente a dor é associada também à prática de exercícios físicos, causando um descontentamento em realizá-los e muitas vezes a interrupção destes. Porém, pesquisas mostram que o exercício atua de maneira fundamental no tratamento das dores crônicas, tendo se apresentado como uma alternativa eficaz e com mínimos efeitos colaterais na reversão desse ciclo de descondicionamento e no agravamento da dor propriamente dita.

 

Além do físico, quais outros benefícios a atividade física pode trazer para os pacientes da dor crônica?

Pessoas que convivem com dores crônicas podem desenvolver outras intercorrências relacionadas a esse quadro, como depressão, ansiedade ou outros problemas emocionais em virtude das dificuldades em conviver com a dor. Manter-se ativo pode melhorar a autoestima, além de trazer os sentimentos de realização e superação. Dessa forma, exercitar-se com os amigos ou ingressar em um programa de exercícios é uma boa maneira de motivar-se e colher os benefícios sociais dessa prática.

 

Como iniciar a prática de exercícios físicos como tratamento para a dor?

Converse com um profissional qualificado sobre qual seria o melhor tipo de exercício de acordo com seus parâmetros, considerando sua dor, nível de condicionamento físico e outras particularidades. O profissional além de desenvolver um plano de exercícios especial para você deve motivá-lo e ajudá-lo com as suas dúvidas e dificuldades (do treino e do dia a dia), proporcionando maior regularidade ao treinamento e consequente satisfação.

 

É importante ressaltar: toda atividade física deve ser feita supervisionada por um profissional da saúde. Não deixe de procurar atendimento médico quando estiver com dor! A Top Clínicas conta com especialistas que podem ajudar. Agende sua consulta através desse link ou ligue (48) 3229-8808.

Deixe um comentário